UAI
Publicidade

Estado de Minas ISTAMBUL

Erdogan diz que as coisas começaram mal entre a Turquia e Biden


23/09/2021 16:41

As relações com o presidente americano, Joe Biden, "não começaram bem", declarou nesta quinta-feira (23) o chefe de Estado turco, Recep Tayyip Erdogan, mencionando os aviões de combate F-35 dos quais seu país foi excluído.

"Meu desejo é manter relações amigáveis e não hostis [com os Estados Unidos]. Mas a forma como as coisas transcorrem, entre dois aliados da Otan, atualmente não é de bom agouro", lamentou Erdogan à margem da Assembleia Geral da ONU, em Nova York, segundo a agência estatal Anadolu.

"Trabalhei bem com [o presidente George W] Bush, filho. Trabalhei bem com [Barack] Obama e com [Donald] Trump. Mas não posso dizer que tenhamos começado bem com Biden", insistiu.

Erdogan citou o caso dos aviões de combate americanos F-35, dos quais a Turquia tinha encomendado uma centena de exemplares antes de ser excluída por ter comprado mísseis russos S-400.

"Compramos os F-35, pagamos 1,4 bilhão de dólares e não nos entregaram os F-35", disse.

"Para nós, o caso dos S-400 está encerrado. Não é possível voltar atrás. Os Estados Unidos precisam entender (...) Nós, isto é, a Turquia, somos honestos, mas infelizmente os Estados Unidos não foram e não são", disse.

"Vamos bater em outras portas (...) A Turquia compra o que precisa para a sua defesa", advertiu.

Quanto à nova situação no Afeganistão, criada pela retirada das forças americanas e a chegada dos talibãs ao poder, Erdogan avaliou que "são os Estados Unidos que devem pagar o preço" no caso de um êxodo maciço de afegãos.

"Aonde vão estes refugiados agora? É impensável que a Turquia abra suas portas e os aceite", insistiu.

Recep Tayyip Erdogan insiste reiteradamente em que seu país, de 84 milhões de habitantes, já abriga cinco milhões de migrantes e refugiados, dos quais 3,7 milhões são sírios e até 420.000, afegãos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade