UAI
Publicidade

Estado de Minas MELBOURNE

Polícia de Melbourne dispersa violento protesto anti-vacinas


21/09/2021 09:42

A polícia antidistúrbios de Melbourne usou, nesta terça-feira (21), spray de pimenta, bastões de espuma e gás de borracha para dispersar um protesto violento contra a vacinação obrigatória contra a covid-19 para os trabalhadores da construção.

Mais de 1.000 manifestantes com botas de trabalho e jaquetas fluorescentes percorreram o centro da segunda maior cidade da Austrália, lançando garrafas, atacando carros da polícia e entoando sua oposição às vacinas e às restrições de confinamento.

Melbourne está há sete semanas em confinamento estrito, enquanto a cidade luta para frear um surto da variante delta, que se propaga rapidamente.

Vários focos de contágios estão relacionados com as obras de construção, onde se diz que as medidas anti-covid-19 são pouco rigorosas.

Em resposta, as autoridades impuseram medidas cada vez mais duras, anulando os espaços de restauração nas construções, anunciando a vacinação obrigatória dos trabalhadores e, mais recentemente, fechando quase todas as obras por duas semanas.

Durante horas, os manifestantes que se opõem às medidas enfrentaram a polícia, ignorando os pedidos por alto-falante para que fossem embora e a advertência final de que "não haverá mais advertências".

Vários jornalistas foram agredidos, entre eles um repórter de televisão que foi atingido na cabeça com uma lata, pouco depois de outro incidente em que foi molhado com urina.

Na segunda-feira, mais de cem trabalhadores da construção protagonizaram brigas e quebraram janelas nos escritórios do sindicato no centro de Melbourne para protestarem pelo requisito da vacinação.

O fechamento dessas obras deixa dezenas de milhares de pessoas sem trabalho.

A segunda maior cidade australiana, assim como Sydney, está há meses lidando com um foco da contagiosa variante delta, a qual não consegue controlar, em parte devido aos baixos índices de vacinação no país.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade