UAI
Publicidade

Estado de Minas TEERÃ

Irã poderia usar criptomoedas para reduzir impacto das sanções, diz deputado


16/09/2021 13:03

Um deputado iraniano sugeriu na quarta-feira (15) que o Irã poderia recorrer às criptomoedas para diminuir o impacto das sanções internacionais sobre a República Islâmica.

"Não podemos ser indiferentes a este fenômeno", afirmou Gholamreza Marhaba, porta-voz da comissão de Economia no Parlamento iraniano.

"A transferência de dinheiro por meio de criptomoedas poderia servir para contornar as sanções e seus efeitos" na economia, disse em declarações recebidas pela agência oficial iraniana ISNA.

Marhaba defendeu esta possibilidade durante um debate parlamentar em que se analisava um relatório sobre a presença de criptomoedas no Irã e a melhor forma de utilizá-las.

Segundo o relatório, todo ano são criadas cerca de 19.500 moedas virtuais no Irã, por um total de 324.000 no mundo.

"Uma boa gestão das criptomoedas pode gerar oportunidades para a economia" iraniana, defendeu o deputado.

O Irã foi um dos primeiros países do mundo a legalizar o uso de bitcoins e criptomoedas em setembro de 2018.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade