Publicidade

Estado de Minas NOVA YORK

Justiça dos EUA condena traficante colombiano a 18 anos de prisão


14/09/2021 20:55

O narcotraficante colombiano Álvaro Vivero Rendón, acusado de trazer mais de 50 toneladas de drogas para os Estados Unidos, foi sentenciado nesta terça-feira (14) a 18 anos de prisão e multa de US$ 20 milhões, informou o tribunal do Brooklyn.

"Vivero não poderá tirar proveito de seus crimes e foi responsabilizado por liderar um esquema internacional de tráfico de drogas que transportava grandes quantidades de cocaína para os Estados Unidos através da América Central e do México", informou na sentença a promotora interina do distrito leste de Nova York, Jacquelyn Kasulis.

De 2009 até sua prisão em outubro de 2014, Vivero liderou uma quadrilha internacional de tráfico de drogas que transportou dezenas de milhares de quilos de cocaína da Colômbia para pontos intermediários na América Central.

As conexões foram feitas principalmente na ilha colombiana de San Andrés, na costa da Nicarágua, e no México, por via aérea e marítima, antes que a cocaína chegasse ao seu destino final, os Estados Unidos.

"Vivero desempenhou um papel fundamental no comércio internacional de cocaína, ao introduzir remessas multimilionárias nos Estados Unidos", acusou o agente especial da agência americana de combate ao tráfico de drogas (DEA), Ray Donovan, em comunicado do gabinete da promotoria.

Também conhecido por outros nomes como Jhon Francisco Melo Barrera, "O engenheiro" ou "Profe", o colombiano foi preso em seu país em outubro de 2014 e extraditado para os Estados Unidos em abril de 2016.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade