Publicidade

Estado de Minas NOVA YORK

Google e Facebook exigirão que seus funcionários sejam vacinados contra a covid-19


28/07/2021 20:56 - atualizado 28/07/2021 21:03

Os gigantes da internet Google e Facebook anunciaram nesta quarta-feira (28) que vão exigir que todos os seus funcionários que trabalham em suas instalações sejam vacinados, uma medida cada vez mais adotada por órgãos públicos nos Estados Unidos.

A obrigação será implementada "nas próximas semanas" nos Estados Unidos, antes de se espalhar para outras regiões do mundo "nos próximos meses", anunciou o diretor-gerente, Sundar Pichai, em comunicado, ao especificar que a medida não será aplicada nos países onde a vacina ainda não é facilmente acessível.

Em breve, a Google fornecerá detalhes sobre as exceções a essa exigência "para pessoas que não podem ser vacinadas por razões médicas ou populações específicas", disse a empresa.

Questionada pela AFP sobre essas possíveis exceções, a subsidiária da Alphabet não respondeu de imediato.

"Ser vacinado é uma das maneiras mais importantes para nós e nossas comunidades locais permanecermos saudáveis", disse Sundar Pichai.

Da mesma forma, o Facebook declarou que "exigirá que todos os que visitam nossas instalações nos Estados Unidos sejam vacinados", disse a vice-presidente Lori Goler em nota enviada à AFP.

Em junho, a rede social informou aos seus colaboradores que quem quisesse continuar a trabalhar em regime de tempo integral poderia fazer a solicitação, se as suas funções permitissem.

Os demais são recomendados a trabalhar pelo menos metade do tempo nas instalações da empresa.

O Facebook planeja reabrir seus escritórios em 50% em setembro e atingir sua capacidade máxima em outubro.

O Google anunciou nesta quarta-feira que adiou a data oficial de retorno para 18 de outubro, tendo-a inicialmente definido para 1º de setembro.

Após essa data, quase 80% dos funcionários serão obrigados a trabalhar presencialmente nas dependências da empresa por pelo menos três dias da semana. O grupo estima que cerca de 20% continuarão em casa.

De acordo com a Agência Federal para a Aplicação das Leis Contra a Discriminação no Local de Trabalho (EEOC) dos EUA, os empregadores podem exigir que seus funcionários forneçam prova de vacinação contra a covid-19, com exceções por razões médicas ou objeções religiosas.

No mês passado, o grande banco americano Morgan Stanley e o gestor de ativos BlackRock indicaram que apenas funcionários vacinados teriam acesso às suas instalações.

Também nesta quarta, o governador do estado de Nova York, Andrew Cuomo, anunciou que todos os profissionais de saúde em contato com a população serão obrigados a se vacinar. Assim, milhares de funcionários estaduais teriam que apresentar comprovantes de vacinação ou fazer exames semanais a partir de 6 de setembro.

No início desta semana, a Califórnia e a cidade de Nova York anunciaram que os funcionários públicos precisarão ser vacinados ou testados semanalmente.

GOOGLE

MORGAN STANLEY

BLACKROCK


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade