Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Bezos oferece US$ 2 bi de desconto à Nasa por sonda lunar Blue Origin


26/07/2021 22:12

O proprietário da Blue Origin, Jeff Bezos, escreveu uma carta aberta à Nasa nesta segunda-feira (26) oferecendo um desconto de US$ 2 bilhões se permitir que sua empresa construa uma sonda lunar.

O contrato para um Sistema de Pouso Humano (HLS), no valor de cerca de US$ 2,9 bilhões, foi concedido à empresa rival SpaceX em abril. Mas a Blue Origin e uma terceira empresa, a Dynetics, protestaram contra essa decisão junto ao escritório de transparência do governo dos Estados Unidos.

Os Estados Unidos pretendem retornar à Lua em 2024 sob o programa Artemis e esperam usar as lições aprendidas com esta missão para se preparar para uma viagem tripulada a Marte em 2030.

Em sua carta ao administrador da Nasa, Bill Nelson, Bezos diz que sua proposta iria "preencher a lacuna de financiamento" que levou a agência espacial a escolher apenas um contrato, ao invés de dois, que então competiriam entre si.

O fundador da Amazon acrescentou que "esta oferta não é uma extensão (do pagamento), mas uma isenção total e permanente".

Desde que perdeu a licitação, a Blue Origin tem pressionado freneticamente para que a decisão seja revertida, fazendo com que o Senado aprove um projeto de lei que acrescenta US$ 10 bilhões ao HLS. A legislação, porém, ainda está sendo debatida na Câmara dos Representantes e seus críticos a chamam de "o resgate de Bezos".

O empresário bilionário escreveu que uma vantagem do módulo Blue Moon, da Blue Origin, é que ele usa hidrogênio líquido como combustível, que pode ser extraído do gelo lunar de acordo com os planos da Nasa de usar o satélite da Terra para reabastecer os foguetes dedicados a operações mais profundas no Sistema solar.

Bezos acrescentou que a empresa testaria seu módulo de pouso em órbita ao redor da Terra arcando com os custos.

AMAZON.COM


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade