Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, chega ao espaço


20/07/2021 16:15 - atualizado 20/07/2021 16:19

O homem mais rico do mundo, o americano proprietário da Amazon, Jeff Bezos, realizou nesta terça-feira (20) seu sonho de alcançar o espaço a bordo do primeiro voo tripulado de sua empresa, Blue Origin, e disse que ficou "espantado" com a beleza da Terra, depois da viagem que é um marco para indústria do turismo espacial.

Junto com Bezos, viajaram seu irmão, Mark, a ex-aviadora pioneira Wally Funk, de 82 anos, e o primeiro cliente pagante da Blue Origin, o holandês Oliver Daemen, de 18 anos. Funk se tornou a pessoa mais velha a chegar ao espaço, e Daemen, a mais nova.

O foguete New Shepard, preso a uma cápsula que transportava os quatro membros da tripulação, decolou de um local remoto no deserto no oeste do Texas.

Após a separação da cápsula, os astronautas passaram alguns minutos acima da chamada Linha de Karman (a 100 km), o limite reconhecido internacionalmente entre a atmosfera e o espaço.

Das grandes janelas que ocupavam um terço da superfície da cabine, os tripulantes da cápsula puderam admirar a curvatura do Planeta Azul e a intensa cor preta do universo.

Após alguns minutos sem gravidade, a cápsula desceu em queda livre antes de lançar três paraquedas gigantes e um retropropulsor para pousar suavemente no deserto, depois de um voo de aproximadamente 10 minutos.

Os quatro passageiros saíram da cápsula e foram recebidos com aplausos pela equipe da Blue Origin. Bezos usava um chapéu de caubói.

- "Beleza" e "fragilidade -

A Blue Origin planejou sua primeira missão tripulada para coincidir com o 52º aniversário do primeiro pouso na Lua.

"Todos que já estiveram no espaço disseram que isso os mudou e que ficaram maravilhados, atordoados, com a Terra e sua beleza, mas também com sua fragilidade, e eu não poderia estar mais de acordo", disse o fundador da Amazon em coletiva de imprensa depois do voo.

Ele acrescentou que, embora a atmosfera parecesse "tão grande" na superfície, quando você se levanta "você vê que na verdade é incrivelmente fina, é uma coisa minúscula e frágil".

A equipe da Blue Origin recebeu parabéns da Nasa, enquanto o fundador da Virgin Galactic, o magnata Richard Branson, tuitou: "Muito bem!".

O britânico fez a viagem em 11 de julho, superando por pouco o magnata da Amazon, mas só atingiu 86 km de altitude.

Tanto Bezos quanto Branson insistem em que não existe uma competição.

"Devemos construir um caminho no espaço para que nossos filhos e netos possam construir o futuro", disse na terça-feira.

Bezos, de 57 anos, fundou a Blue Origin no ano 2000. Seu objetivo é construir, algum dia, colônias espaciais flutuantes, nas quais milhões de pessoas poderiam trabalhar e viver.

"Vai levar décadas, é uma grande ambição", disse Bezos.

- Outros voos em 2021 -

Este primeiro voo tripulado da Blue Origin também foi o primeiro com um passageiro pagante. Daemen substituiu o ganhador original do leilão on-line em meados de julho, que pagou US$ 28 milhões, mas decidiu passar sua vez.

Membro do projeto de treinamento de mulheres astronautas Mercury 13, Wally Funk teve de desistir de seu sonho de viajar ao espaço, devido ao machismo nos anos 1960.

"Amei cada minuto (no espaço), só queria que durasse mais", disse, garantindo que está "ansiosa para voltar".

A Blue Origin planeja outros dois lançamentos para este ano e "muito mais" a partir de 2022, apesar do custo da passagem.

"Estamos nos aproximando de 100 milhões de dólares em vendas (de bilhetes) e a demanda é muito forte", disse Bezos.

O terceiro homem mais rico do mundo, Elon Musk, e sua empresa SpaceX se unirão à corrida espacial em setembro, com uma expedição orbital totalmente composta por civis.

A SpaceX também se associou à empresa Axiom para levar turistas à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês).

AMAZON.COM


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade