Publicidade

Estado de Minas BLUE ORIGIN

Jeff Bezos, Dono da Amazon, pronto para viagem espacial

Viagem será de 11 minutos e irá coincidir com o 52º aniversário do primeiro pouso na Lua


20/07/2021 05:14 - atualizado 20/07/2021 10:00

Bezos à frente do foguete com o qual vai ao espaço(foto: BLUE ORIGIN / AFP)
Bezos à frente do foguete com o qual vai ao espaço (foto: BLUE ORIGIN / AFP)


O homem mais rico do planeta, Jeff Bezos, viajará em seu próprio foguete ao espaço nesta terça-feira (20), um momento chave para uma indústria incipiente que busca tornar a fronteira final acessível para os turistas de elite.

A empresa Blue Origin planeja sua primeira missão tripulada, uma viagem de 11 minutos a partir do oeste do Texas para além da linha Karman e vice-versa, para coincidir com o 52º aniversário do primeiro pouso na Lua.

O fundador da empresa Virgin Galactic, Richard Branson, fez a viagem em 11 de julho, superando por pouco o magnata da Amazon na batalha de bilionários.

Mas Bezos, assim como Branson, insiste que não se trata de uma disputa.

"Uma pessoa foi a primeira pessoa no espaço, seu nome era Yuri Gagarin, e isto aconteceu há muito tempo", declarou na segunda-feira ao programa TODAY da NBC, em referência ao marco de 1961 do cosmonauta soviético.

"Isto não é uma competição, trata-se de construir um caminho para o espaço para que as gerações futuras possam fazer coisas incríveis", completou.

A Blue Origin também tem objetivos maiores: tanto a respeito da altitude que será alcançada por sua nave reutilizável New Shepard em comparação com o avião espacial da Virgin, como no que diz respeito a suas ambições.

Bezos, 57 anos, fundou a empresa em 2000 com o objetivo de algum dia construir colônias espaciais flutuantes com gravidade artificial onde milhões de pessoas devem trabalhar e viver.

Atualmente, a empresa desenvolve um foguete orbital chamado New Glenn e um módulo de pouso lunar que espera ser adquirido pela Nasa.

O New Shepard fez 15 voos sem tripulação para testar os mecanismos de segurança, como disparar a cápsula longe da plataforma de lançamento em caso de explosão do foguete ou pousar com um paraquedas a menos.

"Aprendemos como fazer com que com que um veículo seja suficientemente seguro para que estejamos dispostos a colocar nossos entes queridos nele e enviá-los ao espaço", afirmou o diretor executivo da Blue Origin, Bob Smith, no domingo.

A decolagem está prevista para 8H00 locais (10H00 de Brasília) de uma instalação remota no deserto do oeste do Texas chamada Launch Site One, 40 quilômetros ao norte da cidade mais próxima, Van Horn.

As condições climáticas parecem favoráveis e o evento será exibido ao vivo pelo site BlueOrigin.com.

- O mais rico, a mais idosa, o mais jovem -

Ao lado de Bezos estarão a aviadora Wally Funk, que aos 82 anos será a astronauta mais idosa da história, e o holandês Oliver Daemen, de 18, que será o mais jovem.

Completando o quarteto aparece o irmão mais novo e melhor amigo de Jeff Bezos, Mark, que dirige a Bezos Family Foundation e trabalha como bombeiro voluntário.

Cabe destacar a ausência do vencedor ainda anônimo de um leilão de 28 milhões de dólares por uma vaga, que alegou "problemas de agenda" e participará em um próximo voo.

O pai de Daemen, diretor executivo de uma empresa de capital privado, foi o segundo na licitação, o que permitiu que seu filho adolescente se tornasse o primeiro cliente da empresa a pagar pelo voo.

Depois da decolagem, a New Shepard deve superar a velocidade de 3.700 kph utilizando um motor de oxigênio e hidrogênio líquido, cujo único subproduto é o vapor de água.

A cápsula se separará de seu propulsor e, quando atingir uma altura suficiente, os astronautas devem experimentar a falta de gravidade durante três ou quatro minutos.

A nave espacial alcançará o ponto máximo a 106 km de altitude, o que permitirá aos membros da tripulação admirar a curvatura do planeta.

O propulsor retornará de forma autônoma a uma plataforma de pouso ao norte de seu local de lançamento, enquanto a cápsula retornará à Terra em queda livre com três paraquedas gigantes e, finalmente, um propulsor, para um pouso suave no deserto.

Funk, que se destacou no projeto Mercury 13 destinado a capacitar as mulheres para viagens espaciais, mas que foi rejeita devido ao machismo dos primeiros anos da era espacial, afirmou que pretende aproveitar ao máximo a oportunidade.

AMAZON.COM


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade