Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Intérpretes afegãos que ajudaram tropas dos EUA serão enviados a base na Virgínia


19/07/2021 19:47 - atualizado 19/07/2021 19:55

Os Estados Unidos usarão uma base militar na Virgínia para abrigar temporariamente os intérpretes afegãos que pediram para serem realocados devido à retirada das forças americanas do Afeganistão após 20 anos de guerra, informou o Departamento de Estado nesta segunda-feira (19).

Cerca de 700 intérpretes, assim como seus familiares diretos, serão levados para Fort Lee, um complexo do Exército no estado de Virgínia, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price. No total, serão cerca de 2.500 pessoas.

Os intérpretes, que trabalharam para os Estados Unidos e temem por suas vidas na medida que o Talibã faz rápidos avanços militares no Afeganistão, são parte de cerca de 20.000 solicitantes de asilo sob o chamado visto especial de imigrante (SIV, na sigla em inglês).

"Esses são afegãos corajosos que concluíram uma extensa verificação de segurança do SIV", disse Price. "Eles receberão acomodação temporária e serviços à medida que concluírem as etapas finais", acrescentou.

O porta-voz do Pentágono, John Kirby, revelou que os intérpretes afegãos também poderiam ser levados a outras instalações militares e que não acreditava que a maioria deles permaneceria nesses locais por mais de alguns dias.

"É preciso lembrar que esses indivíduos e seus familiares estão nos estágios finais do processo do SIV, então eles simplesmente não precisam ficar em uma instalação militar por muito tempo antes de trabalharem no processo de reassentamento", disse Kirby.

Cerca de 20 mil afegãos que ajudaram as tropas americanas, especialmente como intérpretes, pediram para ser realocados nos Estados Unidos, embora esse número não inclua as famílias dos candidatos, informou a Casa Branca.

Por outro lado, Price garantiu que afegãos que estão nos estágios iniciais do pedido de asilo seriam transferidos para outros países.

Na semana passada, foi indicado que os voos desses assistentes afegãos deveriam começar a partir na última semana de julho, e as tropas americanas deverão ter concluído sua retirada do Afeganistão em 31 de agosto.

Nos últimos meses, os talibãs assumiram o controle de vastas áreas rurais do território afegão, em uma ofensiva paralela à retirada das tropas estrangeiras.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade