Publicidade

Estado de Minas PRAGA

Presidente da Comissão Europeia afirma que caso de espionagem Pegasus é "inaceitável" se verdadeiro


19/07/2021 08:36 - atualizado 19/07/2021 08:38

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou nesta segunda-feira que o caso de espionagem de 50.000 números de smartphones que envolve o software Pegasus da empresa israelense NSO Group é "completamente inaceitável" se verdadeiro.

"Isto precisa ser comprovado, mas se este for o caso, isto é completamente inaceitável", declarou Von der Leyen à imprensa em Praga.

Entre os telefones que foram alvos de espionagem estão os números de ativistas, jornalistas, executivos de empresas e políticos de todo o mundo, segundo uma investigação divulgada no domingo.

Von der Leyen, que visita Praga para apresentar o plano de recuperação pós-covid aprovado pela União Europeia, denunciou em particular a suposta espionagem contra jornalistas.

"A liberdade de imprensa é um dos valores fundamentais da União Europeia", afirmou depois de um encontro com o primeiro-ministro tcheco Andrej Babis.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade