Publicidade

Estado de Minas SYDNEY

Sydney endurece confinamento devido ao persistente surto de covid na Austrália


17/07/2021 10:05

As autoridades australianas ordenaram, neste sábado (17), o fechamento de mais comércios, junto a uma série de novas restrições em Sydney, a maior cidade do país, depois que um confinamento de várias semanas não conseguiu conter um surto de covid-19.

Os comércios considerados não essenciais deverão fechar em toda a cidade e seus arredores, enquanto moradores dos subúrbios mais afetados enfrentarão um confinamento mais rigoroso a partir de meia-noite deste sábado, informou à imprensa Gladys Berejiklian, chefe do governo do estado de Nova Gales do Sul.

"O que fizemos até agora não foi suficiente. Em alguma medida, conseguimos estabilizá-lo (o vírus), mas não conseguimos diminuir a curva", disse Berejiklian.

As autoridades ordenaram aos habitantes do sudoeste da cidade que permaneçam em seus bairros, a menos que trabalhem em serviços de emergência ou de saúde.

O endurecimento das restrições, incluindo uma pausa nas construções na cidade, ocorre em um momento em que seus seis milhões de habitantes completam sua terceira semana de confinamento.

Nova Gales do Sul registrou uma nova morte pelo vírus e o número de contágios se manteve acima dos 100 diários.

"Não me lembro de outro momento em que nosso estado enfrentou um desafio como esse", acrescentou a chefe de governo.

Em Melbourne, segunda cidade da Austrália, os habitantes entraram neste sábado em seu segundo dia de confinamento e as autoridades endureceram os controles sobre as viagens de Sydney, depois que o vírus se propagou a partir dessa cidade.

"Agimos com dureza e cedo para garantir que este confinamento seja o mais breve possível", explicou o ministro da Saúde do estado de Victoria, Martin Foley.

A lenta aplicação de vacinas e a rápida propagação da variante Delta do vírus ameaçam a até agora bem-sucedida estratégia australiana de "covid zero", alcançada principalmente mediante o fechamento de suas fronteiras desde março de 2020.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade