Publicidade

Estado de Minas DUSAMBE

Mais de 300 afegãos fugiram para o Tadjiquistão devido à ofensiva do Talibã


14/07/2021 15:48

Um total de 347 afegãos fugiram para o vizinho Tadjiquistão nos últimos dois dias devido ao avanço do Talibã, disse a agência de notícias tajique nesta quarta-feira (14), citando agentes de fronteira.

"Esses refugiados afegãos são habitantes da província de Badajshan, eles fugiram dos grupos armados do Talibã para salvar suas vidas", disse a fonte, acrescentando que metade deles são crianças.

Também indicou que dois bebês morreram durante a travessia da fronteira.

No total, o grupo é composto por 113 meninas, 64 meninos, 91 homens e 77 mulheres, algums com seus rebanhos de animais, segundo esta fonte.

Desde o início da retirada final do Afeganistão da tropas americanas e da OTAN em maio, o Talibã lançou uma ofensiva contra as forças do governo que se intensificou nos últimos dias.

Na sexta-feira passada, o governo russo afirmou que os talibãs controlava quase dois terços da fronteira do Afeganistão com o Tadjiquistão. Dias antes, mil soldados do governo se refugiaram nesse país da Ásia Central após lutar contra o Talibã.

Aliados na Organização do Tratado de Segurança Coletiva, a Rússia garantiu que protegerá o Tajiquistão, onde mantém duas bases com 7.500 homens.

Por sua vez, o presidente tadjique, Emomali Rakhmon, ordenou a mobilização de 20.000 reservistas na fronteira.

Na quarta-feira, agentes de fronteira do país indicaram que encontraram mais de 3,5 quilos de drogas nos pertences de refugiados afegãos.

O Tadjiquistão, o país mais pobre da antiga União Soviética, compartilha 1.340 quilômetros de fronteira com o Afeganistão e é uma das principais rotas das drogas afegãs para a Rússia e países europeus.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade