Publicidade

Estado de Minas

Bolsonaro: "miséria e atraso"


14/07/2021 04:00

Brasília – O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou ontem por meio das redes sociais os protestos ocorridos em Cuba e os ligou à notícia de que homens armados invadiram o prédio do presidente da Venezuela, Juan Guaidó, supostamente a mando de Nicolás Maduro. O deputado Freddy Guevara, aliado do líder venezuelano foi preso.

“No momento em que a ditadura comunista cubana ataca duramente o seu povo que pede o fim do regime que o mantém na miséria, no atraso e até hoje sufoca sua liberdade, o ditador Maduro promove ataque armado ao PR Juan Guaidó. Que Deus proteja nossos irmãos cubanos e venezuelanos!”

Ao defender os protestos que ocorrem em Cuba contra o governo de Miguel Díaz-Canel, Bolsonaro mencionou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dizendo que o petista é contrário às manifestações, e o chamou de “bandido”. 

“Vocês podem ver, eu apoio o movimento do pessoal que pede liberdade lá. Agora, o que o Lula acha do que tá acontecendo em Cuba? Ele tá contra o movimento de liberdade pra Cuba. E tem gente que apoia esse cara pra ser presidente do Brasil. Qual vai ser o futuro nosso se esse bandido for eleito presidente da República?”, questionou o presidente a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade