Publicidade

Estado de Minas MADRI

Espanha enfrenta forte onda de calor


11/07/2021 10:59

Uma onda de calor atingia, neste domingo (11), grande parte da Espanha, com temperaturas em níveis extremos, levando moradores e turistas a se refugiarem na sombra ou no frescor das piscinas.

A Agência Meteorológica Espanhola (AEMET) havia alertado a maior parte do país contra uma onda de calor, com temperaturas atingindo mais de 40°C em Madri e Sevilha (sul) pelo segundo dia consecutivo.

O primeiro episódio de calor extremo na Espanha este ano deve se espalhar para o leste na segunda-feira, antes que as temperaturas caiam.

Apenas uma pequena parte da costa do Atlântico Norte da Espanha deve ser poupada.

Alguns escapavam do calor escaldante refugiando-se nas galerias com ar-condicionado do famoso museu do Prado em Madri, que abriga obras de Rembrandt, Rubens e Le Greco.

"Achamos que seria um bom plano para um dia como hoje", disse Rosa Alfageme, de 44 anos, enquanto fazia fila para entrar no museu com o marido e a filha de seis anos.

"É assim todos os anos, quase esquecemos", afirmou Alfageme, acrescentando que a família não tinha ar condicionado em casa.

Outros procuraram o Parque do Retiro, que possui um lago artificial, ou as piscinas municipais.

As 19 piscinas externas da cidade ficaram lotadas neste domingo: todas as entradas foram vendidas, mas sua capacidade é limitada devido a restrições de saúde em razão do coronavírus.

As autoridades aconselharam as pessoas a beber água regularmente, usar roupas leves e evitar a exposição prolongada ao sol.

Segundo meteorologistas, as temperaturas podem chegar a 44 ºC no Vale do Guadalquivir, perto de Sevilha. A temperatura mais alta já registrada na Espanha é de 49°C.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade