UAI
Publicidade

Estado de Minas QUITO

Presos entregam armas e assinam acordo de paz em prisão do Equador


02/07/2021 20:10

Um grupo de detentos em uma prisão no Equador, país que experimentou sua pior crise carcerária em fevereiro com a morte de 79 presos em distúrbios violentos, entregou armas e assinou um compromisso de paz, informou a agência responsável pelas prisões nesta sexta-feira (2).

Em uma das prisões do porto de Guayaquil (sudoeste) "houve a entrega voluntária de armas e a assinatura de um compromisso de paz pelas pessoas privadas de liberdade", declarou o Serviço Penitenciário Nacional por meio de sua conta no Twitter.

O órgão acrescentou que os detentos "expressaram no seu compromisso com a paz que procuram tranquilidade, companheirismo e solidariedade entre toda a população carcerária".

Em fevereiro, o Equador enfrentou uma série de tumultos sangrentos e confrontos simultâneos entre presos pelo controle das principais prisões, que causaram a morte de 79 presos dos pavilhões de segurança máxima dos presídios de Guayaquil e as andinas Latacunga e Cuenca (sul).

Duas semanas atrás, a Polícia apreendeu armas de fogo (incluindo dois fuzis) e explosivos em uma prisão de Guayaquil após novos tumultos, que deixaram um prisioneiro morto e outros seis feridos.

O sistema prisional equatoriano é composto por cerca de 60 centros com capacidade para 29.000 pessoas e tem 1.500 guardas, registrando um déficit de pelo menos 2.500 guardas.

Essas prisões abrigam 38.000 detentos, elevando a superlotação das prisões para cerca de 30%.

Twitter


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade