Publicidade

Estado de Minas BERLIM

Alemanha facilita naturalização de descendentes de vítimas do nazismo


25/06/2021 15:59

O Parlamento alemão aprovou uma lei nesta sexta-feira (25) que torna mais fácil para os descendentes de vítimas do nazismo que fugiram do país devido à perseguição do regime de Adolf Hitler obter a nacionalidade alemã.

Junto com essa medida "simbólica", a lei de cidadania também foi modificada para proibir o acesso à nacionalidade a qualquer pessoa reconhecida como culpada de ato antissemita ou racista.

Embora a Alemanha já permita há muito tempo que descendentes de judeus perseguidos se candidatem à cidadania alemã, brechas impediram muitos candidatos de obtê-la antes da mudança da regra agora inscrita na lei.

Alguns tiveram a nacionalidade alemã negada porque seus ancestrais fugiram da Alemanha e obtiveram outra nacionalidade antes que sua cidadania original fosse oficialmente revogada, e outras reivindicações foram rejeitadas porque as pessoas nasceram de mãe alemã e pai não alemão antes de 1º de abril de 1953.

O procedimento agora está simplificado. Ao contrário dos processos normais, os requerentes não precisam provar que possuem recursos financeiros suficientes para atender às suas necessidades.

Formalmente, os candidatos deverão apresentar provas de que seus antepassados foram perseguidos na Alemanha entre 1933 e 1945 ou pertenciam a um grupo perseguido, especialmente judeus e ciganos, bem como dissidentes políticos e doentes mentais.

O Conselho Central de Judeus da Alemanha declarou que as medidas para facilitar os direitos de cidadania eram "esperadas há muito tempo".

A Alemanha está preocupada com o ressurgimento do antissemitismo há alguns anos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade