Publicidade

Estado de Minas MIAMI

Um morto e 99 desaparecidos em desabamento parcial de prédio na Flórida


24/06/2021 23:34 - atualizado 24/06/2021 23:37

Um prédio de 12 andares de frente para o mar desabou parcialmente na Flórida nesta quinta-feira (24), deixando pelo menos um morto e 99 desaparecidos. Uma grande operação de resgate estava sendo realizada em busca de sobreviventes.

Parte do edifício, situado na cidade de Surfside, ao norte de Miami Beach, desabou por volta das 01h30 (02h30 em Brasília), causando uma grande nuvem de poeira que se espalhou por várias ruas da região, segundo testemunhas.

"Foram localizadas 102 pessoas e estão a salvo", declarou a prefeita do condado de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, durante uma coletiva de imprensa.

"Seguimos sem notícias de pelo menos 99 pessoas", completou, explicando que as autoridades pediram a intervenção da agência americana de gestão de situações de emergência (Fema).

Os bombeiros e as unidades caninas seguem trabalhando nos escombros. A próxima coletiva de imprensa sobre os acontecimentos está prevista para a manhã desta sexta-feira às 08h00 locais (09h00 de Brasília).

"Estamos nos preparando para receber notícias ruins dado o nível da destruição", declarou o governador da Flórida, Ron DeSantis.

O presidente americano, Joe Biden, declarou que o governo federal está pronto para colaborar nos esforços de ajuda e emergência e na busca por sobreviventes.

O senador republicano da Flórida Marco Rubio afirmou que "quase um terço dos desaparecidos são estrangeiros".

"Estamos trabalhando com os consulados de vários países da América Latina para ajudar os familiares das vítimas que precisam vir aos Estados Unidos a obter vistos", tuitou.

- 18 latino-americanos -

Pelo menos 18 cidadãos latino-americanos continuam desaparecidos.

A irmã da primeira-dama paraguaia, Sophía López Moreira, seu marido e três filhos, além de uma funcionária, estão entre os desaparecidos, informou o chanceler Euclides Acevedo.

Silvana López Moreira, mulher do presidente paraguaio, Mario Abdo, preparava-se para viajar a Miami na tarde desta quinta-feira, informou a presidência.

Segundo nota do consulado argentino em Miami, há pelo menos nove argentinos desaparecidos. O cônsul do Uruguai na cidade, Eduardo Bouzout, disse que não tem notícias de três uruguaios.

Não estão claras ainda as causas do desabamento nem quantas pessoas estavam no edifício - habitado por uma combinação de residentes e inquilinos fixos e sazonais - no momento do incidente, de acordo com a comissária do condado de Miami-Dade, Sally Heyman.

"É difícil contabilizar", disse Heyman à CNN. "Ainda estamos esperando. E, infelizmente, a esperança ainda existe, mas está diminuindo", completou.

- "Como um terremoto" -

O prefeito de Surfside, Charles Burkett, confirmou uma morte.

Cerca de 55 apartamentos foram afetados pelo desabamento, de acordo com um responsável dos bombeiros de Miami-Dade, Ray Jadallah, que disse em entrevista coletiva que os serviços de emergência evacuaram 35 pessoas do imóvel.

Segundo a mídia local, o prédio foi construído em 1981 e tinha 130 unidades.

O prédio estava sendo reformado, principalmente o telhado, disseram várias autoridades, que consideram improvável que essa seja a causa do desabamento.

Surfside é o lar de uma "comunidade predominantemente judaica", explicou Levine Cava, acrescentando que vários rabinos se mobilizaram para fornecer apoio aos residentes judeus evacuados e seus entes queridos.

A cidade tem cerca de 2.500 residentes judeus em uma população de 6.000 habitantes, informou a Agência Telegráfica Judaica em 2018.

Os serviços de emergência enviaram cerca de 80 unidades de intervenção ao local do desabamento.

As operações de busca de pessoas podem durar "pelo menos uma semana", afirmou o administrador da cidade, Andrew Hyatt.

Santo Mejil, um morador da área, disse que sua esposa, uma cuidadora, estava no prédio quando ele desabou.

"Ela disse que ouviu uma forte explosão. Parecia um terremoto", relatou ao jornal Miami Herald, soluçando quando sua esposa o ligou novamente para dizer que estava sendo evacuada do local.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade