Publicidade

Estado de Minas RIO DE JANEIRO

Bolsonaro fica furioso com jornalista e dispara: 'merda de imprensa'


21/06/2021 20:59

O presidente Jair Bolsonaro se irritou nesta segunda-feira (21) com uma jornalista que o questionou sobre sua recusa em usar máscara durante uma visita a Guaratinguetá, em São Paulo. Ele mandou a repórter calar a boca e chamou a Rede Globo de "merda de imprensa".

"Cale a boca, vocês são uns canalhas. Vocês fazem um jornalismo canalha, que não ajuda em nada. Vocês destroem a família brasileira, destroem a religião brasileira", esbravejou Bolsonaro na saída de uma cerimônia militar.

A jornalista, da TV Vanguarda, uma afiliada da Rede Globo, havia acabado de lembrá-lo que ele foi multado em vários estados por participar sem máscara de aglomerações com seus apoiadores.

E quando ela apontou que o presidente havia chegado à cerimônia sem máscara, ele, furioso, respondeu: "Eu chego como quiser, onde quiser. Eu cuido da minha vida."

Em seguida, tirou a máscara preta que usava na hora e declarou: "Me botem no Jornal Nacional agora. Estou sem máscara em Guaratinguetá. Está feliz agora?"

Desde que chegou ao poder em janeiro de 2019, Bolsonaro ataca frequentemente jornalistas e veículos de imprensa.

"Essa Globo é uma merda de imprensa. Vocês são uma porcaria de imprensa (...) Se você assiste, está desinformado. Você tinha que ter vergonha na cara por prestar um serviço porco desse", continuou.

A Globo reagiu rapidamente. "Não será com gritos nem intolerância que o presidente impedirá ou inibirá o trabalho da imprensa", afirmou em nota.

Bolsonaro também se manifestou contra a CNN Brasil, acusando a emissora de ter "elogiado" as manifestações que reuniram no fim de semana dezenas de milhares de pessoas para criticar a política do governo diante da pandemia da covid-19, que já deixou mais de 500 mil mortos no país.

Bolsonaro se opôs às medidas de confinamento desde o início da pandemia, questionou a eficácia das vacinas e a utilidade das máscaras e promoveu medicamentos sem eficácia comprovada contra a doença.

"Enquanto eu for presidente, nós vamos lutar para que o cidadão de bem tenha armas e seja desobrigado de usar mascaras", disse ele na quinta-feira passada em sua transmissão ao vivo semanal.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade