Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

EUA supera as 600.000 mortes por covid-19


15/06/2021 15:18 - atualizado 15/06/2021 15:19

O número de mortes nos Estados Unidos pela pandemia de covid-19 superou os 600.000 nesta terça-feira (15), segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

O presidente Joe Biden lamentou a última "triste marca" e pediu aos americanos para se vacinarem. Os Estados Unidos sofrem, de longe, o maior número de mortes pela pandemia, à frente do Brasil e da Índia.

"Ainda estamos perdendo muitas vidas", acrescentou Biden.

O número diário de mortes diminuiu drasticamente nos últimos meses, mas a perda de vidas ainda é "uma verdadeira tragédia", expressou o presidente.

"Temos mais trabalho para fazer e combater este vírus. Agora não é a hora de baixar a guarda. Por favor, se vacinem o mais rápido possível", pediu Biden.

A campanha de vacinação em massa nos Estados Unidos começou em dezembro e alcançou seu ponto máximo em abril, com mais de quatro milhões de injeções por dia.

No entanto, o ritmo desacelerou rapidamente desde então, e as pessoas que ainda não se vacinaram continuam vulneráveis à doença.

Pouco mais de 52% da população dos EUA - 174 milhões de pessoas - já recebeu pelo menos uma dose de uma das três vacinas autorizadas no país, segundo funcionários de saúde.

Biden estabeleceu como meta que 70% da população dos Estados Unidos esteja vacinada com ao menos a primeira dose antes do feriado nacional de 4 de julho.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade