Publicidade

Estado de Minas BRUXELAS

UE fecha formalmente o seu espaço aéreo aos aviões de Belarus


04/06/2021 10:44

A União Europeia (UE) decidiu formalmente, nesta sexta-feira (4), proibir as companhias aéreas bielorrussas de acessar seu espaço aéreo, ao definir novas sanções econômicas contra o governo do presidente Alexander Lukashenko, disseram fontes diplomáticas à AFP.

O fechamento do espaço aéreo da UE, exigido no final de maio por líderes europeus, foi formalizado legalmente nesta sexta-feira pelos países do bloco.

A proibição entrará em vigor no sábado (5), disseram as mesmas fontes.

A decisão afeta principalmente a empresa nacional Belavia e constitui uma forte sanção financeira contra Belarus, explicou um diplomata.

A sanção decorre da decisão das autoridades bielorrussas de desviar para Minsk um avião da companhia europeia Ryanair, que voava da Grécia para a Lituânia, para prender dois de seus passageiros, o jornalista dissidente bielorrusso Roman Protasevich e sua namorada russa Sofia Sapega.

As companhias aéreas europeias também foram instruídas a não sobrevoar o espaço aéreo de Belarus.

Os líderes europeus também pediram sanções individuais contra os responsáveis pelo desvio do voo da Ryanair no final de maio e sanções econômicas setoriais.

Os diplomatas estão finalizando duas rodadas de sanções individuais que devem ser aprovadas na próxima semana, explicaram as mesmas fontes.

O primeiro pacote de sanções inclui oito funcionários ou entidades envolvidas na decisão de desviar o avião da Ryanair, de acordo com informações obtidas pela AFP.

O segundo grupo de sanções inclui "várias dezenas de nomes de pessoas ou entidades" envolvidas na repressão da oposição em Belarus.

A ideia de fundir as duas listas está sendo considerada, indicou. As sanções consistem na proibição de vistos e no congelamento de bens do bloco europeu.

A UE já sancionou 88 funcionários do governo, incluindo o presidente Lukashenko e seu filho.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade