Publicidade

Estado de Minas RAMALLAH

Exército israelense prende alto dirigente do Hamas na Cisjordânia


02/06/2021 12:52

O exército israelense anunciou, nesta quarta-feira (2), a detenção na Cisjordânia ocupada de um alto responsável do Hamas, a quem acusa de tentar restabelecer um "quartel general" do movimento islamita armado palestino.

Sheij Jamal al Tawil, alto dirigente do Hamas nesse território palestino ocupado pelo exército israelense desde 1967, já foi detido em 2020 e passou oito meses em prisão preventiva, uma medida que permite a Israel prender pessoas sem mandato judicial.

Mas na terça-feira à noite as forças de segurança israelenses o prenderam de novo por desempenhar "um papel ativo para organizar distúrbios violentos, incitar a violência e restabelecer o quartel general do Hamas em Ramallah", diz uma breve mensagem do exército à imprensa.

Devido aos confrontos entre facções palestinas em 2007, o Hamas tomou o controle da Faixa de Gaza, enquanto o Fatah laico se retirou para a Cisjordânia, onde se encontra o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abas.

Segundo o Clube de Presos Palestinos, as forças israelenses multiplicaram as prisões de palestinos na Cisjordânia após os recentes confrontos em Jerusalém e o conflito em maio entre Israel e Hamas.

O movimento islamita condenou a detenção de Jamal al Tawil, que "não silenciará a voz da resistência", disse em Gaza seu porta-voz Hazem Qasem.

O dirigente foi detido em Ramallah em uma operação na qual participou a unidade de elite especializada em operações "antiterroristas" na Cisjordânia, segundo o exército.

Sua prisão ocorre em um momento de negociações para uma troca de prisioneiros entre Israel e os palestinos, com a mediação do Egito.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade