Publicidade

Estado de Minas KATMANDU

Governo do Nepal dissolve o Parlamento e convoca eleições para novembro


22/05/2021 08:52

O Parlamento do Nepal foi dissolvido neste sábado (22) pela segunda vez em cinco meses, em plena pandemia de coronavírus, e em novembro o país realizará novas eleições, segundo fontes oficiais.

As rivalidades entre o primeiro-ministro comunista Khadga Prasad Sharma Oli e seus antigos aliados maoístas foram retomadas, em um momento em que o país enfrenta uma nova crise de covid-19, com escassez de oxigênio e de vacinas. O número oficial de cerca de 200 mortes por dia está subestimado, segundo os especialistas.

A presidente Bidhya Devi Bhandari dissolveu o Parlamento na madrugada deste sábado após um novo fracasso nas negociações políticas, ao constatar que nem o primeiro-ministro, nem o líder da oposição Sher Bahadur Deuba, à frente do Congresso (centro-direita), tinham a maioria para formar um novo governo.

"A presidente (...) dissolveu a atual Câmara dos Representantes e convocou o primeiro turno de eleições gerais para 12 de novembro, e o segundo turno para 19 de novembro", segundo um comunicado da Presidência.

Em dezembro, o primeiro-ministro dissolveu o Parlamento, pela primeira vez, depois de acusar membros do partido comunista, ao qual pertence, de bloquear suas iniciativas.

O governo de K.P. Sharma Oli também enfrenta acusações de corrupção e foi criticado pela sua gestão da pandemia.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade