Publicidade

Estado de Minas SANTIAGO

Morreu, aos 92 anos, o biólogo chileno Humbero Maturana


06/05/2021 13:00

O biólogo chileno Humberto Maturana, um dos autores da teoria da autopoiese, morreu nesta quinta-feira (6) aos 92 anos, informou a Universidade do Chile, onde era professor.

Em mensagem no Twitter, a universidade confirmou "a lamentável partida de Humberto Maturana Romesín, professor da Faculdade de Ciências, cujo legado da biologia, da ciência e do pensamento reflexivo permeou todos os ramos do conhecimento".

Maturana nasceu em 14 de setembro de 1928 e foi um dos intelectuais mais proeminentes do Chile.

Em 1994 recebeu o Prêmio Nacional de Ciências "pelo seu trabalho de investigação na área das Ciências Biológicas, nomeadamente no domínio da percepção visual em vertebrados e pelas suas abordagens acerca da teoria do conhecimento, com a qual estuda os temas da educação, comunicação e ecologia".

Com doutorado pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e pós-doutorado no MIT do mesmo país, nos anos 1970 criou e desenvolveu, junto com o também biólogo chileno Francisco Varela, o conceito de autopoiese, que afirma que, ao contrário das máquinas, os organismos governam a si próprios.

A partir de seu centro de estudos e formação Matríztica, o biólogo concentrou seus estudos nos últimos anos "no desejo de mostrar como a ampliação da compreensão da natureza da vida e da linguagem nos permite compreender como o respeito mútuo e a honestidade são a base biológica-cultural da convivência democrática", conforme definido em seu site.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade