Publicidade

Estado de Minas KIEV

Blinken reafirma apoio dos EUA "à soberania e integridade territorial" da Ucrânia


06/05/2021 06:38

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, reafirmou nesta quinta-feira (6) em Kiev o apoio de Washington a Ucrânia, que trava há sete anos uma guerra com os separatistas pró-Rússia e vive atualmente um aumento da tensão com a Rússia.

"Estou aqui por uma razão simples: reafirmar com força, em nome do presidente (Joe) Biden (...) nosso compromisso a favor da soberania da Ucrânia, de sua integridade territorial e sua independência", disse Blinken.

Em um encontro com o chefe da diplomacia ucraniana, Dmytro Kuleba, Blinken insistiu na vontade americana de ajudar Kiev a "reforçar sua própria democracia, construir suas instituições e fazer avançar suas reformas contra a corrupção".

Kuleba disse apreciar a ajuda recebida de Washington desde 2014, quando a revolução retirou do poder um presidente pró-Rússia e teve início a guerra no leste da Ucrânia, contra grupos separatistas que Kiev considera que são apoiados pelo Kremlin.

Blinken deve ter uma reunião com o presidente ucraniano, Volodimir Zelenski, em um momento de grande tensão com a Rússia.

Moscou mobilizou durante semanas milhares de soldados na fronteira com a Ucrânia, oficialmente para organizar "manobras militares", o que provocou temores no Ocidente de uma possível invasão.

A grande mobilização militar foi acompanhada por um aumento da violência no conflito com rebeldes no leste da Ucrânia.

A viagem de Blinken também coincide com o aumento das pressões americanas sobre a Rússia, com novas sanções e a expulsão de diplomatas por supostos ciberataques russos aos sistemas virtuais americanos.

Apesar da tensão, o presidente Biden afirmou esta semana que espera ter um encontro com o colega russo, Vladimir Putin, durante uma viagem a Europa em junho.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade