Publicidade

Estado de Minas SAN SALVADOR

Bukele denuncia ameaças a deputados em El Salvador após destituição de magistrados


04/05/2021 19:33

O presidente de El Salvador, Nayib Bukele, denunciou nesta terça-feira (4) ameaças contra deputados aliados do partido Novas Ideias (NI), após a destituição de magistrados do Supremo Tribunal e o procurador-geral no sábado.

"Os mesmos de sempre ameaçando os deputados da @BancadaCyan (...)", publicou Bukele em sua conta no Twitter, sem especificar a quem se referia ou a que ameaças.

O partido Novas Ideias, com 61 das 84 cadeiras, controla a nova Assembleia Legislativa unicameral, que foi instalada no sábado e demitiu imediatamente os cinco magistrados titulares e quatro suplentes da Câmara Constitucional da Corte, acusando-a de adotar decisões "arbitrárias" . O procurador-geral, apontado por vínculos com um partido da oposição, também foi afastado.

Quando Bukele fala dos "mesmos de sempre", costuma se referir aos partidos tradicionais que seus aliados derrotaram amplamente nas eleições parlamentares de fevereiro e que agora são minoria no novo Parlamento. "Não ameace: ameaçar é crime. Ninguém fez nada de ilegal. Pelo contrário, estão corrigindo suas ilegalidades. Você não tem mais o poder de fazer nada contra eles", destacou o presidente.

Os comentários de Bukele foram feitos no mesmo dia em que a vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, disse que seu país "deve responder" pela destituição de magistrados em El Salvador. "O Parlamento de El Salvador agiu para minar o mais alto tribunal do país. A independência judicial é fundamental para a saúde da democracia e para uma economia forte", assinalou.

Apesar das críticas da comunidade internacional, incluindo Estados Unidos, União Europeia e OEA, Bukele deixou em aberto nesta segunda-feira a possibilidade de dar continuidade ao afastamento de funcionários indicados por seus antecessores.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade