Publicidade

Estado de Minas NOVA YORK

Nova York reabrirá metrô 24 horas por dia em meados de maio


03/05/2021 16:59

Um novo passo para o retorno à normalidade no estado de Nova York: o governador Andrew Cuomo anunciou a reabertura do metrô 24 horas por dia a partir de 17 de maio e a suspensão das restrições por capacidade impostas a lojas e espaços culturais a partir de 19 de maio.

"Todas as setas apontam na direção certa", disse o governador, citando o progresso feito com a vacinação e o declínio nas taxas de infecção e hospitalizações por covid em todo o estado para o nível mais baixo desde novembro passado.

"A partir de 19 de maio, a maioria das restrições por capacidade vão acabar", principalmente em "lojas, cinemas, restaurantes, museus", que hoje oscilam entre 33% e 75% de sua capacidade normal, anunciou nesta segunda-feira (3) o governador durante uma coletiva de imprensa.

No entanto, sua capacidade de recepção continuará a ser limitada pelo espaço disponível, pois a diretiva federal de distanciamento social de aproximadamente 2 metros entre os clientes continuará em vigor. Ele não especificou como as autoridades verificam se isso é respeitado.

Os encontros ao ar livre agora poderão chegar a 500 pessoas, contra 200 autorizadas anteriormente, e até 250 pessoas em encontros em locais fechados, contra 100 permitidos anteriormente, de acordo com um comunicado de imprensa.

Os estádios esportivos ainda terão uma capacidade limitada a 33%, exceto para os espectadores que podem apresentar o certificado de vacinação ou um teste recente de PCR negativo, disse Cuomo.

Quanto ao metrô, os trens passarão a funcionar 24 horas por dia a partir de 17 de maio.

No início de maio de 2020, quando Nova York estava no epicentro da pandemia, foi forçada, pela primeira vez desde 1904, a estabelecer uma parada no cronograma - primeiro da 01h00 às 05h00 e depois das 02h00 até 04:00- para permitir a desinfecção dos vagões.

"A revitalização econômica da cidade depende de um forte transporte público e sua operação 24 horas é uma parte essencial", disse Patrick Foye, presidente da Autoridade de Transporte de Nova York, MTA, observando que o uso da máscara e a desinfecção rigorosa continuarão sendo efetivos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade