Publicidade

Estado de Minas BOGOTÁ

Duque anuncia revisão de reforma tributária após protestos em massa na Colômbia


30/04/2021 21:48 - atualizado 30/04/2021 21:49

O presidente da Colômbia, Iván Duque, anunciou nesta sexta-feira (30) que irá revisar o polêmico projeto de reforma tributária, rejeitado com manifestações em massa por afetar a classe média em plena pandemia.

"Dei uma instrução muito clara ao Ministério da Fazenda para que elabore um novo texto com o Congresso, que chegue a um consenso e permita, também, contar com propostas valiosas" dos partidos, do setor privado e da sociedade civil, declarou em seu programa de TV.

O presidente, conservador, afirmou que a nova proposta descarta o aumento do imposto IVA, incidente sobre bens e serviços, bem como a ampliação da base de contribuintes com imposto de renda, principais pontos de discórdia. "Isso tem que dar tranquilidade e certezas aos cidadãos", declarou o presidente, cuja popularidade está no vermelho (-33%).

O projeto havia sido apresentado como uma forma de aliviar o bolso da quarta maior economia latino-americana atingida pela pandemia, que desacelerou 6,8% em 2020, o pior desempenho em meio século. Mas a proposta foi rejeitada pela oposição, sindicatos, estudantes e outras organizações da sociedade civil, que a descreveram como inoportuna e especialmente agressiva com a classe média. Até mesmo o partido do governo e seus aliados fizeram críticas à mesma.

Na última quarta-feira, dezenas de milhares de pessoas foram às ruas das principais cidades do país, convocadas pelo Comitê Nacional de Paralisação, que, desde 2019, exige uma mudança de rumo do governo. Embora a maioria dos protestos tenha ocorrido de forma pacífica, foram registrados distúrbios, que persistiram hoje, principalmente em Cali, Pasto e Popayán, capitais do sudoeste.

O governo esperava arrecadar cerca de 6,3 bilhões de dólares entre 2022 e 2031 com a reforma, e manter sua classificação de crédito.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade