Publicidade

Estado de Minas YANGON

ONU: metade da população birmanesa pode estar abaixo da linha da pobreza em 2022


30/04/2021 09:15

A pobreza pode dobrar a partir do próximo ano em Mianmar e afetar metade da população, devido à pandemia e à crise deflagrada pelo golpe militar contra Aung San Suu Kyi - advertiu a ONU nesta sexta-feira (30).

"25 milhões de birmaneses (...) podem cair abaixo da linha nacional de pobreza no início de 2022", um retrocesso de 16 anos, afirmou o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Entre 2005 e 2017, a pobreza caiu de 48% para menos de 25% no país. Agora, Mianmar, já devastada pela crise do coronavírus, está mergulhada em uma espiral de violência desde o golpe militar de 1º de fevereiro.

As forças de segurança reprimiram de maneira sangrenta as manifestações quase diárias, e milhares de trabalhadores (banqueiros, médicos, professores, engenheiros e outras categorias) entraram em greve, paralisando setores inteiros da economia.

As cadeias de abastecimento foram seriamente afetadas, e os preços dos medicamentos, dos alimentos e da gasolina aumentaram em algumas partes do país. O sistema bancário está em grande parte paralisado, o que provoca a escassez de dinheiro em espécie e um acesso muito limitado aos benefícios sociais.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade