Publicidade

Estado de Minas CÚPULA DE LÍDERES PELO CLIMA

Joe Biden: 'Esta é uma década decisiva para agir pelo clima'

Presidente norte-americano falou que investir em energia limpa pode gerar milhões de empregos e que países que agirem agora terão um melhor futuro econômico


22/04/2021 10:12 - atualizado 22/04/2021 11:49

(foto: AFP / Brendan Smialowski)
(foto: AFP / Brendan Smialowski)
O presidente dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden, discursou na Cúpula de Líderes pelo Clima, que começou na manhã desta quinta-feira (22/4). No evento, convocado pelo líder americano, ele ressaltou a importância de tomar decisões o quanto antes para garantir um futuro sustentável.

Biden afirmou que os países que tomarem decisões agora pela preservação do meio ambiente terão melhores condições econômicas e poderão gerar empregos. Biden afirmou que pretende investir em uma "infraestrutura crítica" para garantir a geração de energia limpa nos EUA.

"Quero produzir uma infraestrutura crítica para garantir energia limpa. Falei com especialistas e vi um potencial para um futuro mais limpo. O custo da inação continua subindo. Pequenas empresas, grandes, trabalhadores, eu vejo oportunidade para criar milhões de empregos sindicalizados, trabalhadores de energia para uma energia limpa. Os trabalhadores do carvão e gás precisam ser transformados para trabalhar na saúde das nossas comunidades", disse ele.

Siga a cúpula ao vivo:


Ele fez um apelo pela união dos países por um futuro mais sustentável e afirmou que a omissão agora pode resultar em grandes catástrofes naturais, como o aumento de furacões, caso a temperatura do mundo aumente.

"Cientistas nos dizem que essa é a década decisiva, que devemos tomar decisões. Se a temperatura do nosso planeta subir 1,5ºC, teremos mais furacões. Essa é a realidade que pode surgir diante de nós se não fizermos nada. Esse encontro é o primeiro passo para trabalharmos juntos nessa jornada."

Ele disse, ainda, que a liderança dos EUA no tema é uma "declaração à nação e a todas as nações e especialmente aos jovens que estão prontos para encarar esse momento" e que "é momento de pensar no futuro do nosso planeta".

Além disso, reafirmou o compromisso dos EUA de cortar as emissões de carbono pela metade até 2030. "Os EUA estão no caminho para reduzir pela metade as emissões de carbono até o fim da década. Esses passos colocam o país em um caminho de zero emissão até 2050. Os EUA representam uma parte das emissões e um país não pode responder sozinho por isso. É preciso ter união", declarou.
 
(foto: Arte: Soraia Piva/EM/D.A Press)
(foto: Arte: Soraia Piva/EM/D.A Press)
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade