Publicidade

Estado de Minas PRAGA

Praga dá ultimato para Moscou permitir retorno de diplomatas tchecos expulsos


21/04/2021 15:36 - atualizado 21/04/2021 15:37

O governo tcheco deu nesta quarta-feira (21) um ultimato à Rússia, alertando que expulsaria mais diplomatas russos se não permitir que os representantes tchecos expulsos por Moscou voltem ao trabalho na quinta-feira.

A República Tcheca expulsou 18 diplomatas russos e a Rússia fez o mesmo com 20 funcionários tchecos, medidas que aumentaram a tensão entre os dois países devido ao papel de Moscou em uma explosão em 2014 no território tcheco.

"A Federação Russa tem até amanhã (quinta-feira) às 12h00 (07h00 de Brasília) para permitir o retorno de todos os diplomatas à embaixada tcheca em Moscou", disse o ministro tcheco das Relações Exteriores, Jakub Kulhanek, à imprensa.

"Se não puderem voltar, reduzirei o número da equipe da embaixada russa em Praga, para que corresponda à situação atual da embaixada tcheca em Moscou", acrescentou.

"Sugerimos que Praga deixe os ultimatos para a comunicação dentro da Otan. Com a Rússia, esse tom é inaceitável", respondeu a porta-voz da diplomacia russa, Maria Zakharova, que anunciou que na quinta-feira o embaixador tcheco será convocado na Rússia.

Praga acusou no sábado os serviços secretos russos de estarem por trás de uma explosão em 2014 em um depósito de munições em Vrbetice, no leste do país, que deixou duas mortes e grandes danos materiais.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade