Publicidade

Estado de Minas SERÁ UM PÁSSARO? SERÁ UM RÉPTIL?

O que era 'criatura misteriosa' em árvore que assustou moradores na Polônia

Autoridades receberam chamado e investigaram denúncia de que moradores não estavam abrindo janelas com medo de 'bicho'; incidente aconteceu em Cracóvia


16/04/2021 07:35 - atualizado 16/04/2021 09:31


Autoridades receberam chamado e investigaram denúncia em Cracóvia de que moradores não estavam abrindo janelas com medo do 'bicho'(foto: KTOZ)
Autoridades receberam chamado e investigaram denúncia em Cracóvia de que moradores não estavam abrindo janelas com medo do 'bicho' (foto: KTOZ)

Quando autoridades polonesas receberam o chamado de que um animal incomum estava escondido em uma árvore da cidade de Cracóvia, não sabiam o que esperar.

"As pessoas não estão abrindo as janelas porque estão com medo de que o animal entre em suas casas", disse a mulher que fez o telefonema.

Mas uma visita à área mostrou que a criatura em questão não era um pássaro, nem mesmo um réptil - mas um croissant.

A Sociedade de Bem-Estar Animal de Cracóvia (KTOZ) informou que o incidente foi genuíno.

Em um post no Facebook, a organização disse que seus diretores perguntaram à mulher que fez a ligação se o suposto animal não identificado, que estava na árvore havia dois dias, poderia ser uma ave de rapina.

A mulher respondeu que se parecia mais com um "lagun" (lagoa em polonês), antes de se lembrar da palavra correta "legwan" (ou iguana).

Embora soubessem que era improvável um réptil sobreviver às baixas temperaturas da primavera no sul da cidade polonesa, os agentes se perguntaram se o bicho poderia ter sido um animal de estimação indesejado, abandonado por seus donos.

https://www.facebook.com/Krakowskie.Towarzystwo.Opieki.nad.Zwierzetami/photos/a.869376629744504/4691666050848857/

Chegando ao local, entretanto, os inspetores encontraram o objeto sem cabeça e sem membros em uma árvore lilás - um croissant, provavelmente jogado de uma janela para alimentar pássaros.

O órgão encarou o episódio com bom-humor e disse que o público deve continuar a pecar por cautela, relatando quaisquer preocupações sobre o bem-estar dos animais.


Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade