Publicidade

Estado de Minas TEERÃ

Irã começa produção de urânio enriquecido a 60%


16/04/2021 07:30 - atualizado 16/04/2021 07:38

O Irã começou a enriquecer urânio a 60%, como havia anunciado em 13 de abril, informou nesta sexta-feira uma agência iraniana que cita o diretor do programa nuclear do país.

"O enriquecimento de urânio a 60% está em andamento na instalação nuclear Martyr-Ahmadi-Roshan em Natanz", centro do Irã, anunciou a agência Tasnim, que citou como fonte o diretor da Organização Iraniana de Energia Atômica (OIEA), Ali Akbar Salehi, sem revelar detalhes.

Após uma explosão no domingo na central de Natanz, que o Irã atribuiu a Israel, a República Islâmica anunciou na terça-feira que elevaria suas atividades de enriquecimento de urânio 235 de 20% a 60%, o que aproxima o país dos 90% necessários para obter urânio de uso militar.

O percentual está muito acima do limite máximo de 3,67% autorizado pelo acordo internacional sobre o programa nuclear iraniano assinado em 2015 em Viena.

O presidente do Irã, Hassan Rohani, afirmou na quarta-feira que a decisão de aumentar a 60% o enriquecimento de urânio é uma resposta ao "terrorismo nuclear" de Israel contra sua central de Natanz.

O anúncio de Salehi acontece durante as negociações para tentar salvar o acordo internacional sobre o programa nuclear do Irã, sabotado pela decisão do governo dos Estados Unidos de abandonar o pacto unilateralmente em 2018, durante a presidência de Donald Trump.

Uma nova sessão de negociações, com o objetivo de que Washington retorne ao acordo e anule as sanções contra o Irã, aconteceu na quinta-feira e deixou uma "impressão geral positiva", segundo o embaixador russo na Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Mikhail Ulianov.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade