Publicidade

Estado de Minas BERLIM

Alemanha aprova endurecimento da lei anti-covid que inclui toques de recolher


13/04/2021 06:49 - atualizado 13/04/2021 06:49

O governo da Alemanha aprovou nesta terça-feira (13) um endurecimento da lei de proteção contra as infecções, que permite a partir de agora impor restrições unificadas em todo o território para combater melhor a pandemia de covid-19.

O projeto, que precisa da ratificação do Parlamento, estabelece que a partir da marca de 100 novos casos a cada 100.000 habitantes em três dias, o Estado federal poderá decidir a aplicação de toques de recolher noturnos, a redução de contatos entre pessoas em locais privados ou o fechamento de estabelecimentos comerciais considerados não essenciais, informou o governo.

Até o momento, as medidas para lutar contra o coronavírus eram responsabilidade não apenas do governo, mas também das regiões, que têm competência na área de saúde com base no federalismo alemão.

Mas estas últimas atuaram mais ou menos à vontade: algumas aplicavam as medidas e outras as ignoravam, apesar das decisões adotadas com a aprovação das regiões, após reuniões com a chanceler Angela Merkel.

Como resultado, as regras variam de um local para o outro e a confusão aumenta.

Isto, aliado com a lentidão da campanha de vacinação, provocou a perda de confiança na capacidade das autoridades para administrar a crise, a menos de seis meses das eleições legislativas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade