Publicidade

Estado de Minas MINNEAPOLIS

Argumentos finais do caso Floyd na próxima segunda-feira


12/04/2021 12:44

O juiz de Minnesota, Peter Cahill, que presidiu o julgamento do policial branco acusado de assassinar George Floyd, Derek Chauvin, negou um pedido da defesa nesta segunda-feira (12) para isolar o júri e disse que espera que os argumentos finais comecem na semana que vem.

O advogado de defesa de Derek Chauvin, Eric Nelson, pediu ao juiz Peter Cahill para isolar o júri após os distúrbios na cidade durante a noite pela morte de outro homem negro de 20 anos, Daunte Wright, pela polícia.

Eric Nelson disse que temia que os protestos em Minneapolis após a morte de Daunte Wright pudessem influenciar o júri.

"Um veredito neste caso vai ter consequências", disse Nelson. "O júri terá confiança para tomar uma decisão, independentemente do resultado potencial dessa decisão?"

Os promotores se opuseram ao pedido de isolamento do júri, assim como o juiz.

"Não vou isolá-los", disse Cahill. "Vamos isolá-los na segunda-feira, quando antecipo os argumentos finais".

Chauvin enfrenta acusações de homicídio culposo pelo seu papel na morte de Gorge Floyd em 25 de maio de 2020, que ocorreu durante sua prisão por supostamente usar uma nota de 20 dólares falsa.

Chauvin pressionou os joelhos no pescoço de Floyd, que dizia não conseguir respirar.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade