Publicidade

Estado de Minas VENEZA

Em Veneza, na segunda de Páscoa, vacinas chegam a bordo de 'vaporetto'


05/04/2021 15:05

Nesta segunda-feira (5) de Páscoa, um 'vaporetto', o inconfundível barco-ônibus de Veneza, navega pelas águas da turística cidade com objetivo de resgatar idosos em duas ilhas para que, em tempos de pandemia, se vacinem.

Transformado por um dia em uma clínica flutuante, um desses "ônibus" comuns ao canal vai a encontro de pessoas com mais de 80 anos que moram nas ilhas de Sant'Erasmo e Vignole.

Estas ilhas não têm posto de vacinação e a mudança para outra pode ser complicada, principalmente para quem é idoso. Se os idosos não podem ir até as vacinas, então ficou decidido que elas iriam até eles.

A iniciativa tem um "duplo objetivo", explica a cidade de Veneza em nota. "Trata-se de acostumar as pessoas à ideia de se vacinar e, ao mesmo tempo, permitir que os idosos, para quem o transporte pode ser difícil, o façam a poucos passos de casa".

A Itália, no meio da campanha de vacinação, usa muitos locais públicos. Em Nápoles, por exemplo, vacina-se sob o olhar da magnífica princesa Danae de Ticiano, no museu de Capodimonte.

Perto de Milão, os italianos se aglomeram para se vacinar no famoso circuito de Monza, onde acontece todos os anos o Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1.

Em Veneza, no interior do vaporetto, uma mesinha e uma cadeira esperam em um canto, isoladas para respeitar a privacidade, para quem tem hora marcada se imunizar, enquanto outros aguardam do lado de fora, protegidos por toldos.

"É muito bom", explica Mario Cavagnis, que acaba de receber sua primeira dose da AstraZeneca. "É um 'vaporetto' normal que eles simplesmente transformaram em uma pequena clínica".

E como você se sente? "No momento, meu braço não dói. Até agora, está tudo bem", conclui com um sorriso.

ASTRAZENECA


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade