Publicidade

Estado de Minas LONDRES

Reino Unido detectou 30 casos de coágulos sanguíneos após vacina da AstraZeneca


02/04/2021 14:28 - atualizado 02/04/2021 14:31

A agência reguladora de medicamentos britânica informou que já identificou 30 casos de coágulos sanguíneos após a aplicação da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca, mas ressaltou que o risco é "muito baixo", após ter administrado 18,1 milhões de doses do imunizante.

Até 24 de março, foram relatados 22 casos de tromboses cerebrais e oito de outras patologias associadas a um déficit de plaquetas sanguíneas, informou a agência reguladora (MHRA).

A agência informou que não recebeu nenhum relatório semelhante sobre a vacina desenvolvida pela

"O risco de sofrer este tipo de coágulo sanguíneo é muito baixo", destacou. "Os benefícios das vacinas contra a covid-19 continuam a superar os riscos", acrescentou.

A vacinação é "a única forma eficaz de reduzir as mortes e as formas graves da doença", acrescentou a MHRA.

Em termos gerais, "a quantidade e a natureza dos efeitos colaterais mencionados até agora não são incomuns em comparação com outros tipos de vacinas usadas habitualmente", explicou.

A vacina da AstraZeneca, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford, está sob vigilância em vários países após casos graves de trombose.

A Holanda anunciou nesta sexta-feira a suspensão da aplicação desta vacina em pessoas com menos de 60 anos de idade após o registro de novos casos de coágulos sanguíneos.

No entanto, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) declarou na semana passada que a vacina da AstraZeneca é "segura e eficaz".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade