Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Covid-19 foi a terceira causa de morte nos EUA em 2020, de acordo com dados oficiais


31/03/2021 15:21 - atualizado 31/03/2021 15:26

A covid-19 foi a terceira principal causa de morte nos Estados Unidos em 2020, de acordo com dados provisórios publicados nesta quarta-feira(31) pelas autoridades de saúde do país.

As doenças cardíacas foram responsáveis por cerca de 690.000 mortes, câncer por 598.000 e covid-19 por 345.000, de acordo com um novo relatório do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

O coronavírus fez com que a taxa de mortalidade geral aumentasse em quase 16% em comparação com 2019, observaram. Essa taxa não aumentava desde 2017.

No total, mais de 3,3 milhões de pessoas morreram entre janeiro e dezembro de 2020 nos Estados Unidos, indicaram os CDC, que analisaram certidões de óbito no país.

Essas causas de morte foram seguidas por lesões não intencionais, derrames, doenças respiratórias crônicas, Alzheimer, diabetes, gripe e pneumonia e doenças renais, em números consistentes com os anos anteriores.

As taxas de mortalidade de covid-19 foram mais altas entre adultos com 85 anos ou mais e homens, assim como entre negros e indígenas americanos.

Ao todo, 3.358.814 pessoas morreram em 2020, excluindo mortes de residentes de territórios dos EUA e outros países.

A taxa de mortalidade ajustada por idade aumentou 15,9%, de 715,2 para 828,7 mortes por 100.000.

O ajuste por idade é um método estatístico usado para permitir a comparação de taxas de mortalidade em diferentes populações.

A covid-19 foi relatada como a causa principal ou contribuinte em 377.883 mortes. Em 91% desse total, ou 345.323 óbitos, a covid-19 foi a causa prevalente.

As taxas de mortalidade por covid-19 foram de 0,2 por 100.000 entre crianças de 1 a 14 anos, mas aumentaram dramaticamente para 1.797,8 por 100.000 em pessoas com 85 anos ou mais.

A taxa de mortalidade ajustada por idade por covid-19 foi de 115 por 100.000 entre os homens e 72,5 por 100.000 entre as mulheres.

Da mesma forma, a taxa de mortalidade por covid-19 ajustada por idade foi mais baixa em pessoas de origem asiática não hispânica, em 66,7 por 100.000, e a mais alta em hispânicos, em 164,3 por 100.000.

Em brancos foi de 72,5 por 100.000 e em negros, de 151,1 por 100.000.

"Infelizmente, considerando o estado atual da pandemia, essas consequências continuam em 2021, onde continuamos a ver pessoas de cor sendo alvo de grande parte dessas mortes", disse Rochelle Walensky, diretora do CDC.

"Esses dados devem servir como um impulso para continuarmos desempenhando nosso papel para diminuir o número de casos, reduzir a disseminação da covid-19 e vacinar as pessoas o mais rápido possível", acrescentou.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade