Publicidade

Estado de Minas RIO DE JANEIRO

Cristo Redentor é restaurado para comemorar seus 90 anos


27/03/2021 13:17

Ninguém escapa das marcas da idade, nem mesmo o majestoso Cristo Redentor, que passa por uma restauração para comemorar seus 90 anos em plena forma.

A arquiteta Cristina Ventura, responsável pelas obras, sobe várias escadas no interior da estátua gigante e olha para fora por um estreito orifício localizado em um dos icônicos braços abertos do monumento que domina a cidade.

"A estrutura externa, que fica exposta ao ar livre, vem sofrendo um processo de desgaste natural por conta do sol, da chuva, dos raios, as diferenças de temperatura", explica Ventura.

Localizada 710 metros acima do nível do mar, no alto do morro do Corcovado, a estátua de concreto recebe quase dois milhões de visitantes por ano e em outubro comemora 90 anos de vida.

A restauração para este aniversário inclui uma radiografia meticulosa do estado de seu revestimento (feito com milhares de pequenas pedras triangulares cortadas manualmente), de sua armadura interna de ferro e das infiltrações de umidade em sua estrutura.

Para isso, utilizam fotografias de precisão e uma equipe de montanhistas que se aventura em busca das avarias e peças que precisam de reposição.

O alpinista Marcos Sidnei coordena esse trabalho nas alturas. Ele sorri ao dizer que quem sobe ao Cristo "cada dia vê uma paisagem diferente", dependendo da configuração das nuvens, da luz ou da presença de nevoeiro sobre a cidade.

O nascimento do Cristo Redentor remonta a 1921, quando a Igreja Católica organizou um concurso para construir um monumento religioso para o centenário da independência do Brasil.

O vencedor foi o engenheiro brasileiro Heitor da Silva Costa, que dedicou dez anos ao projeto. O artista plástico brasileiro Carlos Oswald fez o desenho final da estátua, executada pelo francês Paul Landowski.

A estátua foi inaugurada em 12 de outubro de 1931. Em 1973, foi declarado monumento histórico e em 2007, uma das sete maravilhas do mundo moderno.

A pandemia o obrigou a permanecer fechado entre março e agosto de 2020, o maior período que passou sem receber visitantes.

O projeto de restauração, que se estenderá ao longo do ano, também pretende traçar um plano de manutenção preventiva para evitar que sofra grandes danos no futuro.

Ventura sabe o tamanho do desafio que tem nas mãos: "O Cristo Redentor acolhe a população brasileira. Então, é uma responsabilidade, um privilégio muito grande estar aqui".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade