Publicidade

Estado de Minas CIDADE DO VATICANO

Papa deseja mais cooperação internacional contra os crimes financeiros


27/03/2021 11:10

O papa Francisco defendeu neste sábado (27) a continuidade da reforma da justiça do Vaticano e o reforço da cooperação com as instituições judiciais estrangeiras na luta contra os crimes financeiros.

O pontífice recordou que há anos pede a adequação do sistema judicial vaticano às "boas práticas" internacionais em termo de repressão aos delitos financeiros.

O trabalho "será intensificado para facilitar e acelerar a cooperação internacional entre os serviços de investigação do Vaticano e as instituições similares de outros países", completou.

O papa discursou na presença do primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, por ocasião da abertura de um novo ano judicial para o Tribunal do Estado da Cidade do Vaticano, criado em 1929.

Gian Piero Milan, promotor de justiça, equivalente a um procurador que dirige a ação judicial, admitiu que a justiça vaticana sofre de lentidão e pode encontrar "resistência" dentro da cidade-Estado.

A justiça vaticana investiga atualmente um escândalo imobiliário que pode resultar em julgamento: o circuito obscuro de compra de um imóvel de luxo em Londres por parte da Secretaria de Estado - governo central do Vaticano -, que permitiu a intermediários italianos receber grandes comissões.

Desde então, a Santa Sé decidiu transferir o patrimônio financeiro e imobiliário da Secretaria de Estado para outra administração.

Além disso, o tribunal do Vaticano pretende julgar pela primeira vez os abusos sexuais cometidos no âmbito eclesial e examinar as supostas tentativas de alguns dirigentes de esconder os casos.

Nem o papa nem o promotor de justiça mencionaram os procedimentos durante seus discursos neste sábado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade