Publicidade

Estado de Minas PARIS

França lamenta que vacina russa Sputnik V seja uma ferramenta "de propaganda e diplomacia agressiva"


26/03/2021 07:09

O ministro francês das Relações Exteriores, Jean-Yves Le Drian, criticou nesta sexta-feira o fato de a Rússia ter transformado sua vacina Sputnik V contra o coronavírus em uma ferramenta de "propaganda".

"Pela maneira como está sendo administrada é mais um meio de propaganda e de diplomacia agressiva que uma forma de solidariedade e ajuda de saúde", declarou à rádio France Info.

Le Drian disse que Rússia e China estão utilizando suas vacinas para ganhar influência no exterior "inclusive antes de vacinar suas próprias populações".

O ministro afirmou que a Rússia anunciou com "muita atenção midiática" que entregaria 30.000 doses da vacina à Tunísia. Mas o programa Covax, apoiado pela ONU, já entregou 100.000 doses ao país, com outras 400.000 previstas para maio, disse.

"Assim é o verdadeiro trabalho de solidariedade, assim é a verdadeira cooperação de saúde", disse Le Drian.

A Sputnik V foi inicialmente recebida com ceticismo no exterior, mas sua confiabilidade foi validade em fevereiro pela revista científica The Lancet.

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) está examinando atualmente o pedido de autorização.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade