Publicidade

Estado de Minas YANGON

Ao menos um estudante ferido em repressão de manifestação em Mianmar


25/03/2021 09:51

As forças de segurança abriram fogo nesta quinta-feira (25) em Mianmar contra manifestantes que foram novamente às ruas e, segundo testemunhas, um estudante ficou ferido, no dia seguinte a um dia de "greve silenciosa" que paralisou parte do país.

Em Yangon, a capital econômica, os manifestantes pró-democracia marcharam na primeira hora do dia com balões vermelhos - a cor da Liga Nacional para a Democracia (LND), o partido de Aung San Suu Kyi.

Alguns levavam cartazes que diziam: "Derrube o ditador terrorista", segundo a imprensa local.

Médicos e enfermeiros em greve se manifestaram em Mandalay (centro).

Em Hpa-An, capital do estado de Kayin no sudeste do país, ativistas tentaram erguer barricadas com sacos de areia, mas a polícia atirou contra eles. "Um estudante ficou ferido com um tiro na perna", informou uma testemunha à AFP.

Na quarta-feira, atendendo às convocações para uma "greve silenciosa", as ruas de Yangon, Mandaly e Naypyidaw - capital administrativa - estavam desertas, com muitos comércios fechados.

A junta militar tenta de todas as formas acabar com os protestos em Mianmar.

Ao menos 286 civis morreram desde o golpe de Estado em 1º de fevereiro que derrubou o governo civil de Aung San Suu Kyi, segundo a Associação de Ajuda aos Presos Políticos (AAPP).

No entanto, o balanço real pode ser muito pior, já que centenas de pessoas detidas foram dadas como desaparecidas.

O Exército, que chama os manifestantes de "terroristas violentos", informou 164 vítimas.

Mais de 600 pessoas detidas nessas últimas sete semanas, entre elas um fotógrafo da agência de notícias americana AP e um fotojornalista polonês, foram libertadas na quarta-feira.

O porta-voz adjunto da ONU, Farhan Haq, pediu aos militares "contenção máxima" para 27 de março, dia das Forças Armadas em Mianmar.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade