Publicidade

Estado de Minas PARIS

Um paciente de Covid a cada três sofre efeitos a longo prazo, aponta estudo


22/03/2021 19:00

Após uma internação por Covid-19, um a cada três pacientes vê sua saúde ser afetada a longo prazo, com danos a diferentes órgãos e problemas psicológicos, aponta um estudo divulgado nesta segunda-feira.

O artigo, que faz um resumo de diferentes trabalhos de pesquisa divulgados recentemente, destaca a fadiga, dificuldade de respirar, ansiedade, depressão e transtorno do estresse pós-traumático como sintomas mais frequentes em pessoas afetadas pela "Covid longa". Segundo os pesquisadores, os dados disponíveis mostram uma emergência de saúde pública subestimada e os governos deveriam se preocupar mais e refletir sobre formas de lidar com a mesma.

"Levando em conta as milhões de pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 no mundo, o peso a longo prazo sobre a saúde física, cognitiva e mental está por vir. Nós só detectamos, sem dúvida, a ponta do iceberg", assinalou à AFP o principal autor do artigo, Kartik Sehgal, oncologista e professor na faculdade de medicina de Harvard, nos Estados Unidos.

A Covid-19 ataca principalmente os pulmões, mas estudos mostram que o vírus também afeta outros órgãos, causando complicações que vão desde problemas cardiovasculares até inflamações crônicas.

O artigo, publicado na revista "Nature Medicine", analisou nove estudos realizados na Europa, nos Estados Unidos e na China, que monitoram pacientes a longo prazo. Para os autores, a pesquisa mostra que impedir a morte pela doença não é suficiente em matéria sanitária, e que é necessário aprofundar o estudo sobre a Covid longa e ampliar as consultas para atender aos sintomas incapacitantes da mesma.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade