Publicidade

Estado de Minas TARMIYAH

Pelo menos sete mortos em confrontos entre as forças iraquianas e jihadistas


20/02/2021 13:25

As forças de segurança iraquianas entraram em confronto com membros do grupo do Estado Islâmico (EI) ao norte de Bagdá neste sábado(20), deixando cinco mortes entre os jihadistas e duas entre o pessoal de segurança.

Uma força conjunta do exército e combatentes tribais aliados atacou um esconderijo do EI nas planícies de Tarmiyah, de acordo com um comunicado militar.

"Soubemos que o grupo EI estava realizando uma reunião na qual planejavam ataques contra a capital Bagdá", disse Ahmad Salim, chefe de operações, no local do combate.

Cinco jihadistas e dois combatentes das forças tribais que apoiavam os militares morreram nos confrontos.

O confronto ocorre cerca de um mês depois que dois ataques suicidas deixaram mais de 30 mortos em Bagdá, no ataque mais sangrento à capital iraquiana em três anos.

De acordo com as forças de segurança, dois jihadistas já haviam conseguido se infiltrar na cidade pelo norte.

Poucos dias depois, onze combatentes das Forças de Mobilização Popular, uma coalizão paramilitar integrada ao Estado iraquiano, foram mortos em 23 de janeiro em uma emboscada atribuída ao EI, ao norte de Bagdá.

No final de janeiro, o primeiro-ministro iraquiano Mustafa al Kazimi anunciou a morte de Abu Yaser al Isaui, apresentado como chefe do grupo do Estado Islâmico no Iraque.

Apesar de seus recentes ataques, o EI está reduzido a células isoladas no Iraque em áreas desérticas e montanhosas.

O Iraque declarou em 2017 que esse grupo jihadista havia sido derrotado após três anos de combates, com a ajuda aérea da coalizão liderada pelos Estados Unidos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade