Publicidade

Estado de Minas JERUSALÉM

Guiné Equatorial vai transferir embaixada em Israel para Jerusalém


19/02/2021 11:38

A Guiné Equatorial vai transferir sua embaixada em Israel para Jerusalém, tornando-se o segundo país africano que anuncia a abertura de uma legação diplomática nessa cidade, anunciou o escritório do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, nesta sexta-feira (19).

Netanyahu "conversou hoje por telefone com o presidente da Guiné Equatorial, Teodoro [Obiang Nguema] Mbasogo, que anunciou que iria transferir a embaixada da Guiné para Jerusalém", disse seu gabinete em um comunicado, no qual não especificou a data da transferência.

A embaixada da Guiné Equatorial se encontra em Herzliya, perto de Tel Aviv. Vários países africanos instalaram suas embaixadas nessa cidade costeira, mas nenhuma em Jerusalém, uma cidade disputada por palestinos e israelenses.

Em novembro, o Malawi anunciou que em 2021 abriria uma embaixada em Jerusalém.

As embaixadas da Costa do Marfim, Zaire (atual República Democrática do Congo) e do Quênia ficaram durante um tempo em Jerusalém, mas foram fechadas após a guerra de outubro de 1973 entre Israel e uma coalizão de países árabes.

Estados Unidos transferiu sua embaixada de Tel Aviv para Jerusalém em 2018, apesar de o status da cidade sagrada ser uma das questões mais espinhosas para um acordo do conflito palestino-israelense.

Israel se apoderou da parte oriental de Jerusalém em 1967, a anexou ao seu território e considera o conjunto da cidade como sua capital "eterna" e "indivisível", enquanto os palestinos querem que Jerusalém Oriental seja a capital do Estado ao qual aspiram.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade