Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Homem é acusado de tentar matar o chefe com saliva contaminada de COVID-19

O homem também roubou dinheiro da venda de um carro para pagar agiota; caso aconteceu na Turquia


11/02/2021 17:51 - atualizado 11/02/2021 18:20

O homem misturou a saliva contaminada em uma bebida para o chefe(foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)
O homem misturou a saliva contaminada em uma bebida para o chefe (foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)
Um homem foi acusado de tentativa de assassinato após comprar saliva contaminada de COVID-19 para ‘envenenar’ o chefe em Adana, na Turquia. 
 
Segundo o jornal turco Hurriyet, Ramazan Cimen era funcionário de uma concessionária e estaria num momento conturbado com o chefe, %u0130brahim Ünverdi. Após a venda de um carro, o patrão deu 215 mil liras turcas para o funcionário guardar no escritório, mas ao invés disso, Cimen levou o dinheiro para casa.
 
Questionado por telefone, o funcionário respondeu que usou o dinheiro para pagar um agiota e desligou. Dias antes, ele pagou por uma saliva contaminada de COVID-19 e colocou na bebida do chefe, mas o plano só não foi concluído por causa de um outro funcionário, que soube da armação e despistou %u0130brahim, para que ele não pegasse no copo.
 
Apesar disso, esse segundo funcionário não contou o que tinha acontecido para evitar uma briga, mas quando soube do roubo falou sobre a tentativa de ‘envenenamento’ e o chefe decidiu denunciar o caso como tentativa de assassinato na polícia e imprensa. 
 
%u0130brahim recebeu ameaças de Cimen, que enviou mensagens de texto prometendo mata-lo com um tiro na cabeça. A vítima ficou assustada e agradeceu por estar saudável: "É a primeira vez que ouço falar de uma técnica de assassinato tão bizarra. Graças a Deus não fiquei doente".
 
"Eu preferia que ele me matasse em vez de tentar me infectar com o vírus. Minha mãe e meu pai têm uma doença crônica. Se ele me infectasse com COVID-19, eu poderia ter infectado minha família e as pessoas ao meu redor. Pelo menos se ele atirasse na minha cabeça, eu seria o único a morrer. Não há necessidade de ser tão mau", ele completou.
 
Segundo a publicação, a justiça deu proteção a %u0130brahim e sua família e estão procurando pelo acusado. 
 
*Estagiária sob supervisão do subeditor João Renato Faria


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade