Publicidade

Estado de Minas BERLIM

Alemanha restringe uso de pesticidas para conter morte em massa de insetos


10/02/2021 12:48

O governo alemão apresentou, nesta quarta-feira (10), uma lei que restringe o uso de pesticidas perto dos cursos de água e em áreas protegidas, e aprovou a saída do glifosato "até o final de 2023", para conter o desaparecimento em massa de insetos no campo.

"A morte dos insetos deve ser contida, no interesse de todos", afirmou a ministra de Meio Ambiente, Svenja Schulze, citada em um comunicado.

O projeto, fruto de um difícil compromisso com o ministério da Agricultura, prevê uma "proibição do uso de pesticidas perto dos rios".

Se, a princípio, houver um perímetro de proibição de 5 a 10 metros - em função da vegetação presente nas margens -, o governo deixará certa flexibilidade para as autoridades locais decidirem, dentro do limite de uma distância mínima, disse a ministra da Agricultura, Julia Klöckner.

A Alemanha também vai "proibir muitos produtos fitossanitários" nas áreas naturais protegidas.

Berlim confirmou sua vontade de proibir até "o final de 2023" o uso do glifosato, um herbicida polêmico, classificado "provavelmente cancerígeno" pelo Circ, pertencente a Organização Mundial da Saúde (OMS).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade