Publicidade

Estado de Minas NEGOCIAÇÕES

Presidente do México revela conversa com Joe Biden sobre migração

Presidente mexicano disse que reafirmou compromisso de trabalhar junto com norte-americano


20/12/2020 10:49 - atualizado 20/12/2020 11:06

(foto: ALEX EDELMAN / AFP)
(foto: ALEX EDELMAN / AFP)
O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, disse que conversou com o presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, por telefone no último sábado, cinco dias após ele enviar uma carta tardia e fria de congratulações a Biden.

"Nós reafirmamos nosso compromisso de trabalharmos juntos pelo bem dos nossos povos e dos nossos países", escreveu Obrador em suas redes sociais.

A equipe de transição de Biden disse que os dois discutiram migração, aparentemente com um tema em que Obrador tem se focado: criação de empregos e oportunidades para que as pessoas não precisam migrar.

"O presidente eleito enfatizou a necessidade de revigorar a cooperação EUA-México para assegurar migração segura e com ordem, conter a covid-19, revitalizar as economias da América do Norte, e manter nossa fronteira segura", afirmou um comunicado postado no site de transição de Biden.

"Os dois líderes notaram um desejo compartilhado de endereçar as raízes das causas de migração em El Salvador, Guatemala, Honduras e sul do México e de construir um futuro de mais oportunidades e segurança para a região", prosseguiu a nota. "Eles discutiram trabalharem juntos numa nova abordagem à migração regional que oferece alternativas para tomar o caminho perigoso até os EUA."

Biden também prometeu "construir a infraestrutura regional e na fronteira e a capacidade necessária para facilitar uma abordagem com ordem e humana à migração que irá respeitar normas internacionais a respeito do tratamento de pedidos de asilo".

López Obrador e o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, finalmente congratularam Biden somente após o colégio eleitoral confirmar sua vitória. Os dois foram os últimos entre os principais líderes latino-americanos a enviarem os parabéns. Tanto López Obrador quanto Bolsonaro eram vistos como amigáveis com Trump.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade