Publicidade

Estado de Minas Protesto festivo

Apoiadores de Trump se reúnem em Washington para denunciar resultado das eleições

Presidente dos Estados Unidos, que não reconheceu sua derrota para o democrata Joe Biden, pôde ver de sua limusine blindada os cerca de 10 mil apoiadores reunidos no centro da capital norte-americana


14/11/2020 21:40 - atualizado 14/11/2020 21:57

(foto: AFP/ANDREW CABALLERO-REYNOLDS)
(foto: AFP/ANDREW CABALLERO-REYNOLDS)

Donald Trump
perdeu a eleição presidencial, mas milhares de apoiadores do presidente americano realizaram neste sábado um protesto festivo em Washington para expressar ao chefe de estado seu "amor" e denunciar o que consideram uma fraude eleitoral, apesar da ausência de provas.


Em seu trajeto da Casa Branca para ir jogar golfe, o presidente dos Estados Unidos, que não reconheceu sua derrota para o democrata Joe Biden, pôde ver de sua limusine blindada os cerca de 10 mil apoiadores reunidos no centro da capital.


A comitiva presidencial passou em frente à Freedom Plaza, onde simpatizantes gritavam "Mais quatro anos! Mais quatro anos!", ou "EUA! EUA!". Muitos agitavam bandeiras "Trump 2020" e alguns exibiam cartazes dizendo "Melhor presidente de todos os tempos", ou "Parem o roubo".


No último dia 3, Biden obteve 90% dos votos em Washington. "O presidente merece ver quem o apoia, sentir o nosso amor", disse Kris Napolitana, 50, da cidade de Baltimore. Outros, como Pam Ross, que dirigiu mais de oito horas desde Ohio, compareceram de muito longe para participar dos protestos, convocados por diferentes grupos, incluindo a milícia de extrema direita "Proud Boys". "Os democratas tentam colocar Joe Biden no poder o mais rapidamente possível porque sabem que a fraude nas eleições ficará provada com o tempo", afirmou Pam.


O presidente saudou no Twitter as manifestações em sua homenagem e aproveitou a ocasião para reiterar suas acusações de fraude eleitoral, da qual se diz vítima. "Centenas de milhares de pessoas mostram seu apoio em D.C.. Elas não irão tolerar uma eleição manipulada e corrupta", publicou esta tarde.


A circulação de veículos foi interrompida no centro de Washington e a maioria das lojas permaneciam fechadas e protegidas com tábuas, ante o temor de confrontos entre apoiadores de Trump e opositores, que também tinham protestos marcados. No fim da tarde, a polícia de Washington anunciou 10 prisões, quatro delas por infração da lei de armas de fogo e uma por violência contra um policial.


Entre música e vendedores ambulantes, os manifestantes pró-Trump percorriam as ruas sem máscara, clamando um segundo mandato para o republicano. "Vai ser muito complicado, mas tudo é possível com a ajuda de Deus", disse Kathleen Erickson, cujo voo que pegou do Colorado estava, segundo ela, "cheio de partidários de Trump".


Biden de bicicleta


Os resultados de todos os estados já foram divulgados pelas grandes redes de televisão do país. Joe Biden obteve 306 votos eleitorais, contra 232 do presidente em final de mandato: exatamente os mesmos números, mas ao contrário, de 2016, quando Trump derrotou a democrata Hillary Clinton.


Embora ainda deva haver uma recontagem na Geórgia, onde a diferença foi muito pequena, isso não mudará o resultado final, uma vez que Biden conta com os 270 votos eleitorais necessários para chegar à Casa Branca.


O ex-vice-presidente de Barack Obama, que completará 78 anos na próxima semana, saiu na manhã deste sábado para um passeio de bicicleta perto de sua casa de férias em Rehoboth Beach, Delaware.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade