Publicidade

Estado de Minas CONVERSA

Maduro diz que trabalhará por diálogos 'decentes' com governo de Biden

Presidente da Venezuela voltou a mostrar disposição em conversar com Joe Biden, 46º mandatário dos Estados Unidos


08/11/2020 20:13 - atualizado 08/11/2020 21:01

(foto: Federico Parra/AFP)
(foto: Federico Parra/AFP)
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, garantiu neste domingo que trabalhará para retomar diálogos "decentes" e "sinceros" com os Estados Unidos, país com o qual seu governo mantém relações tensas, assim que Joe Biden assumir a presidência.


"Com paciência (...) trabalharemos, com sorte, para retomar canais decentes, sinceros e diretos de diálogo entre o futuro governo de Joe Biden" e a Venezuela, disse o líder socialista em uma transmissão televisionada.


No sábado, Maduro disse estar disposto a "dialogar" depois de parabenizar Biden por sua vitória eleitoral, também aplaudida pelo líder da oposição venezuelana Juan Guaidó, que mantém uma disputa pelo poder com o presidente.


Alvo de sanções norte-americanas que buscam forçar sua saída, Maduro rompeu relações diplomáticas com Washington em janeiro de 2019, depois que o governo Donald Trump reconheceu Guaidó, chefe do Parlamento, como presidente interino, junto com cinquenta outros países.


"Donald Trump deixou um campo minado entre o governo dos Estados Unidos e a Venezuela (...), ele deixou um campo atolado. Eu sei, nós sabemos", disse Maduro, esperando que com o governo Biden "o intervencionismo acabe" na América Latina.


Washington lidera a pressão internacional contra o líder chavista, a quem chama de "ditador" e acusa de ter sido reeleito em eleições "fraudulentas" de maio de 2018.}


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade