Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Bolsonaro defende visita de Pompeo à fronteira entre Brasil e Venezuela


20/09/2020 10:16

O presidente Jair Bolsonaro usou a sua conta no Twitter, nesta manhã de domingo, para defender a visita do secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, à fronteira do Brasil com a Venezuela e as ações do governo para lidar com a imigração de venezuelanos para o País. A vinda da autoridade americana na sexta-feira (18/09) havia sido alvo de críticas do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na mesma data.

Durante a visita, Pompeo esteve em Boa Vista, capital de Roraima, reunido com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, para discutir a imigração venezuelana e conhecer a Operação Acolhida, iniciativa implementada pelo governo brasileiro em 2018 para acolher imigrantes e refugiados venezuelanos ao Brasil.

"A visita do Secretário de Estado @SecPompeo à Operação Acolhida, em Boa Vista/RR, em companhia do @ItamaratyGovBr (Ministro @ernestofaraujo), representa o quanto nossos países estão alinhados na busca do bem comum", afirmou Bolsonaro, no Twitter.

Por sua vez, Maia havia afirmado, por meio de nota, que a visita do secretário de Estado americano faltando apenas 46 dias para a eleição presidencial norte-americana "não condiz com a boa prática diplomática internacional e afronta as tradições de autonomia e altivez de nossas políticas externa e de defesa".

Bolsonaro ainda destacou os resultados obtidos pelo governo com a Operação Acolhida. De acordo com o presidente, 41.146 venezuelanos foram acolhidos pelo Brasil, dos quais 1,3 mil em agosto deste ano, e tiveram a oportunidade de recomeçar as suas vidas em 608 municípios brasileiros. Sem especificar precisamente o período, também disse que o Ministério da Cidadania investiu, entre março e julho, R$ 80 milhões em ações sociais e assistenciais e inclusão econômica para os venezuelanos migrados ao País.

O presidente ainda parabenizou o presidente americano, Donald Trump, por sua "determinação de seguir trabalhando, junto com o Brasil e outros países, para restaurar a democracia na Venezuela". O post no Twitter aparece com uma foto de Trump cumprimentando Bolsonaro durante a 14ª Cúpula do G20, realizada em Osaka, Japão, em junho do ano passado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade